Sementes de Chia: informação propriedades e benefícios

 Sementes de Chia
  Origem e descripção
  Usos
  Como agie em nosso corpo
  Benefícios da chia
  Estudos realizados
  Bibliografia
   
   

As sementes de Chia são e têm sido reconhecidas desde há varios séculos uma fonte importante de nutrientes, assim como alimento base de algunas culturas da América Central, e na medicina atual; conforme as pesquisas têm ido progredindo; tem se reconhecido a efetivida de das propiedades contidas nessas pequenas mais poderosas sementes. Sabe-se que por sua composição química e aporte nutricional, está expressamente recomendada para qualquer pessoa, em resumo são fonte natural de ácidos gordurosos omega 3, antioxidantes, proteínas, vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6 e B8), Vitamina E e A, minerais e boa fonte de aporte de fibra dietética, cobre, manganesso, boro, selênio, zinc, magnésio, potássio, ferro, fosforo, cálcio e sódio embora em muito pouca quantidade.

 Origem eDescripção

Temos conhecimentos de que, a semente de chía foi utilizada por primeira vez como o elemento básico da nutriçãono 3.500 a.C. na América Central.
Essa é uma planta herbácea da família das lamiáceas; igualmente que a menta, o parafuso, o romero e o orégano por cita; sendo esta cultivada principalmente nos vales do México.
Remontándomos no tempo, sabe-se que na época pre colombina, essa era para a cultura maia um dos quatro principais cultivos utilizados para sua alimentação. A chia era utilizada como matéria prima para diferentes funções dentre elas, como medicina, alimento e incluso pintura; mesmo assim se fazia oferta aos deuses durante as cerimônias religiosas.  
A semente de chia ou também conhecida como Salvia Hispánica. Éssa semente é rica em mucílago, fécula e azeite; tem 2mm de comprimento e 1,5 de largura, é ovalada e é de cor pardo-grisáceo avermelhado. Mesmo assim essa planta é tolerante à acia e seca - como na maioria das salvias ,porém, não tolera as geladas e precisa de abundante sol, o que significa que não se dá seu cultivo na sombra. Mesmo assim sabe-seque é um dos vegetais com maior concentração de ázedo gorduroso alfa-linoleico omega 3, e uma ampla gama de minerais que ajudam ao equilíbrio e bem estar donos so organismo.

 Usos
As sementes remolhadas em água liberam o mucílago, produzindo um líquido gelatinoso práticamente que não apresenta sabor, por isso em alguns países,  consome-se misturado com zumos ou sucos de frutas ou simplesmente com essências, como bebida refrescante. 
Farinha de chia: as sementes também se secam e molham para preparar uma farinha fina e de sabor intenso, que sempre é consumida principalmente como doce  Azeite de chia: O azeite é ainda mais concentrado que as sementes em omega-3. É melhor consumi-lo frio.
Consumo dos brotes novos desta planta e como verdura crua o cocida, e de preferência em saladas. A composição nutricional da semente de chia é: Um 20 % de proteína, um 40 % de fibra alimentária (5 % fibra solúvel de muito alto peso molecular) e um 34 % de azeite; sobre o 64 % do azeite sãon ázedos gordurosos omega 3. Não contem gluten, por isso é apta para celíacos. Não se conhecem componentes tóxicos nela.
 Como agiem em nosso corpo

Ao ser uma fonte alta de ázedos gordurosos essenciais vai permitir que o corpo necessita para ajudar tanto a emulsificar como a absorber as vitaminas solúveis em gordura (A, D, E e K), ajuda na oxigenação do organismo, células, tecidos e órgaõs. Além disso ajudam a manter a lubricação das células e misturam  com a proteína e o colesterol para formar as membranas vivas que mantém as células juntas.
Resultam essenciais para a atividade glandular normal, especialmente para o tiroides e a glândula adrenal. Nutrem as células da pele e são essenciais para nervos e membranas mucosas saludáveis. Sua função em nosso organismo é cooperar com a vitamina D para que o cálcio esteja  disponível en nossos ossos, ajudando na asimilação de fósforo e estimulando a conversão de caroteno em vitamina A.

 Benefícios da chia

A medicina a reconheceu como um alimento completo e superior e contem maior aporte, em modo comparativo  a outros de nuestra dieta que aseguran cumplir con los mismos requerimentos; mesmo assim  num esquema comparativo podemos mencionar o seguinte:

  • 700% mais omega 3 que el salmón.
  • 100% mais fibra que qualquer cereal em folhas.
  • 800% mais fósforo que o leite completo.
  • 500% mais cálcio asimilável que o leite.
  • 1400% mais magnésio que o brócoli.
  • 100% mais potásio que as bananas.
  • 200% mais ferro que a espinafre.
  • 300% mais selênio que o lino.
  • Mesmo assim d entre seus tantos benefícios podemos mencionar:
  • Possui um efeto saciante.
  • Possui mais antioxidantes que os arándanos.
  • Aporta todos os aminoácidos essenciais.
  • A Chia é a maior fonte vegetal de ázedos gordurosos omega 3.
  • Contem antioxidantes, proteínas, aminoácidos, vitaminas, minerais e fibra.
  • Aporta proteínas; relevante para vegetarianos.
  • Não contem gluten.
  • Podem-se consumir sozinhas ou incorporadas a outros alimentos.
  • Produto de origem vegetal; é natural.
  • Não têm sabor nem cheiro.
  • Aporta energia.
  • Ajuda a controlar os niveis de colesterol e a tensão arterial.
  • Facilita a digestão, melhora o trânsito intestinal e tem efeto saciante.
  • Auda a controlar a apetite.
  • Colabora no mantenimento de uma boa saúde cardiovascular.
  • Ajuda a melhorar a saúde do sistema nervoso e inmunológico.
  • Favorece o desenvolvimento muscular e a regeneração de técidos.
  • Melhora a atividade cerebral e ajudam em problemas emocionais.
  • Ajuda a controlar os niveis de açúcar; especial para diabéticos.
  • Tem baixo conteúdo em sódio; importante para todos, em especial para os hipertensos.
Seu consumo é universal; podem consumi-las pessoas de todas as idades.
 Estudos realizados

Composição química de sementws de chia, linaza e rosa mosqueta e seu aporte em ázedos gordurosos omega-3 
Fonte:
http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-75182013000200010&lang=pt

  Bibliografia
The nutritional and chemical evaluation of chia seeds. Weber, C.W., H.S. Gentry, E.A. Kohlhepp, P.R. McCrohan. (1991). Ecology of Food and Nutrition 26:119-125
Chia seed as a Source of Oil, Polysaccharide, and Protein. Bushway, A. A., P. R. Belya, R. J. Bushway. (1981). Journal of FoodScience 46:1349-1356.
 

Comentários(2)

  1. Tomo chia á dois meses, duas colheres de sopa ao almoço e jantar. Será suficiente ou poderei tomar mais. Sinto que o meu organismo está melhor, pois o meu sistema digestivo teve bastantes melhoras. Também com menos e sinto-me bem, sem fome. Poderei tomar mais quantidade. Obrigada

  2. Obrigada por todax as informações muito esclrecedoras



Subir