A Maca, fertilidade e líbido

A melhora da fertilidade é qualidade principal que atribuí-se a maca desde o Século XVI, acredita=se que é um dos fatores para o aumento da população nos lugares alto andinos do Peru.

A melhora da fertilidade é a qualidade principal que atribui-se a maca desde o Século XVI, acredita-se que é um dos fatores para o aumento da população nos lugares alto andinos do Peru.

Há alguns anos foi visado um interesse em demostrar os efeitos férteis da maca em humanos e ratas. Hoje em dia podemos ter mais certeza dos múltiples benefícios da maca, isto graças a os inúmeras pesquisas aos que é sometida esta raiz, cujos resultados comprovaram que este alimento contem compostos com semelhantes funções quanto da testosterona sobre as atividades biológicas.

Alcaloides

  • Os alcaloides presentes na maca podem agir como estimulante sobre a glândula pituitaria encarregada da aceleração do impulso da maduração sexual sobre o sistema reprodutor masculino e feminino.
  • Pode-se visualizar uma clara estimulação na maduração dos folículos nas ratas fêmeas e machos
  • Pode-se apreciar aumento en la cantidad de espermatozoides, en los tubos seminíferos de las ratas macho.

Esteroles

  • Asilaram-se mais de 200 esteroles em grande parte de alimentos vegetáis, na maca os mais abundantes são β-sitosterol, campesterol e estigmaste rol.
  • Os esteroles na maca melhoram as possibilidades de fertilidade em homens e mulheres, além das propriedades para combater o colesterol elevado, como antinflamatório e antioxidante.
  • Agem no eje hipotálamo-hipófises, estimulando a secreção, dos hormônios do sistema reprodutor tanto do homem como da mulher, isto quer dizer que a maca, sem realizar nenhum aporte hormonal direto, agie sobre corpo apoiando o sistema endócrino para a produção de hormônios.

Pesquisas

  • Os efetos de um extrato de maca em ratas de laboratório demonstram um aumento da espermatogêneses, maduração de folículos, aumento da progênie e melhora o conteo pelo equilíbrio na produção da testosterona.
  • Aumenta a qualidade porque reduze os danos nos espermatozoides. Isto é por causa do efeito antioxidante que tem a vitamina C, que protege aos espermatozoides do ataque oxidativo dos radicais libres.
  • Por outro lado, também tem um efeito positivo na potência, resistência e rendimento sexual.
    Melhora a disfunção eréctil, isto pode ser por causa da presença e efeito da Arginina, um aminoácido que favorece a circulação sanguínea no pênis.
  • Os efeitos de maca seca e em pó em coelhos da Índia, demostram um aumento em sua fertilidade e sua progênie.

  • Em ovelhas alimentadas com 80 g de maca durante 15 dias conseguiu-se um aumento do volume do sêmen, melhorou a concentração espermática e a mobilidade dos espermatozoides.

  • Na pesquisa de Gonzalez se suministraram a 6 homens uma doses de Lepidium meyenii de 1500 mg / dia e a outros 3 homens 3000 mg / dia, durante 4 meses. Depois deste tempo se realizou um exame seminal de acordo com as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS); encontrou-se uma diferença significativa em:
    • O volume seminal, aumentando de 2,23 ml a 2,91 ml;
    • A quantidade de espermatozoides por ejaculação de 140,95 × 106 / ml a 259,29 × 106 / ml,
    • A quantidade de espermatozoides móbeis de 87,72 × 106 / ml a 183,16 × 106 / ml respetivamente.

Bibliografía

  • Pesquisa realizada por ViraPharm em colaboração com Fundação Wiracocha (ONG), sobre os ingredientes dos diferentes tipos de maca e seus alcances na atividade física humana, sua incidência nutricional e posterior saúde. Peru – 2016.
  • Gonzáles, G.F., Vásquez V. (2008). Bioensaio como marcador da atividade biológica da maca preta. Ata Andina. Gonzáles
    G. (2006). Maca da tradição a ciências. Lima
  • MACA (LEPIDIUM MEYENII) “O superalimento dos incas” Clínica de Fertilidade Natural. Barcelona. Espanha.

Comentários(0)



Subir